segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Se eu só te amasse

Graciele Felix

Se eu só te amasse
e não me importasse em virar neblina
e molhasse teu rosto na madrugada enluarada
e lhe fosse santa por um dia
a adornar altares em teu peito?
Se eu só te amasse e assim lhe fosse de corpo e alma
e sufocasse suas angústias nas noites tenebrosas
e lhe fosse um sopro cheio de vida?
Se eu só te amasse e me redimisse da culpa?
Lhe seria meu canto sinfonia de pássaros iluminados no raiar do dia,
a acordar sua juventude, a compartilhar tua alegria, a recitar tua poesia.
Seria encanto triunfal, realeza temida dos campos minados do egoismo,
dama serena, imaculada a velar por tua estrada, a anular minha sorte
Lhe seria e só, mas não mais seria eu.
Se eu só te amasse assim me serias,
e por fim viverias o eterno prazer de amar-te.

Um comentário:

  1. Fiquei apaixonada por esse texto o.O
    CHOREEEEEEEEEEEEEEEEEEI !

    ResponderExcluir